Procedimentos para diagnóstico e tratamentos de alterações cardiológicas estão cada vez menos invasivos, garantindo a recuperação mais rápida do paciente e aumentando a qualidade de vida. Grande parte dos benefícios é decorrente da Cardiologia Intervencionista.

A Cardiologia Intervencionista é uma área de atuação da Cardiologia que realiza exames diagnósticos e tratamentos utilizando cateteres (sondas) no interior do sistema cardiovascular, inseridos por punção de artéria ou veia, como: os cateterismos cardíacos, as cineangiocardiografias e cinecoronariografias para diagnóstico de doenças que acometem as coronárias, as válvulas cardíacas, o miocárdio, a aorta e os vasos pulmonares.

Para o tratamento das obstruções das artérias coronárias são realizados angioplastias e implante de stent coronário – uma estrutura metálica que refaz o calibre do vaso no local da obstrução. Mais recentemente tem sido possível tratar doenças das válvulas cardíacas com implante de válvulas metálicas utilizando o acesso por cateter, sem necessidade de cirurgia.

Alguns defeitos nas estruturas musculares ou vasculares do coração, de natureza congênita ou como consequência de infarto também pode ser corrigida por cateterismo.